Home » Mundo » Estados Unidos » Trump: Negociações com Talibã estão ‘mortas’

Trump: Negociações com Talibã estão ‘mortas’

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, nesta segunda-feira (9), que as negociações com o Talibã estão “mortas”. Para Trump, os rebeldes cometeram um grande erro ao pensarem que, matando, iriam estar em uma condição melhor para tentar um acordo.

A Casa Branca vinha conduzindo o diálogo entre o governo do Afeganistão e o grupo radical há quase um ano. Entretanto, no último fim de semana, Trump cancelou um encontro secreto com líderes do Talibã depois que o movimento reivindicou um atentado que deixou 12 mortos em frente a embaixada dos EUA na última quinta-feira (5). Durante o ataque, um soldado americano faleceu.

Em resposta, o Talibã afirmou que o fato de os Estados Unidos terem suspendido os diálogos só vai gerar mais perdas para o país.

A expectativa de Trump, antes do atentado, era de se encontrar separadamente com representantes dos dois lados. Ele afirmou ainda que o presidente afegão, Axraf Gani, e o líder do Talibã, Abdul Baradar, haviam concordado em se encontrar em Camp David, a casa de campo da presidência americana.

Nesta segunda-feira (9), o Trump alegou que a vontade dos Estados Unidos é retirar os soldados do Afeganistão, mas que isso só será feito na hora certa. A presença americana em território afegão tem início em 2001, quando o Talibã governava o país e decidiu proteger Osama Bin Laden, responsável pelos atentados de 11 de setembro.

Na época, os Estados Unidos bombardearam o Afeganistão e, aliado a outras potências, conseguiu remover o Talibã do poder. 18 anos depois, o movimento segue exercendo pressão por meio de e atentados e pode voltar a ter um papel central no governo se as negociações de paz forem bem sucedidas.

 

Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?