Home » Brasil » Segurança » Operação prende quadrilha que desviava remédios da Santa Casa de SP para os Estados Unidos

Operação prende quadrilha que desviava remédios da Santa Casa de SP para os Estados Unidos

A Polícia Federal prendeu seis integrantes de uma quadrilha que desviava remédios da Santa Casa de São Paulo para enviá-los aos Estados Unidos. A Operação Ampulla foi deflagrada na manhã desta terça-feira (16), cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão em São Paulo e Santa Catarina. Os criminosos traficavam a substância fentanil, um anestésico potente, de alta letalidade.

As investigações começaram a partir da troca de informações entre a polícia brasileira e a agência de combate a drogas dos Estados Unidos, a DEA. No domingo (14), um brasileiro foi preso no país norte-americano por ter recebido mais de 2.600 ampolas do opioide remetidas de Florianópolis em fevereiro. A análise de origem dos recipientes permitiu identificar que alguns deles pertenciam à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

O delegado Nelson Napp explica que três funcionários do hospital estão envolvidos e que as investigações avançam para saber se o esquema entrou em outras instituições. “Agora a gente vai dar uma verificação maior, inclusive com o apoio das instituições, que até então não foram comunicadas desse fato, e agora podem auxiliar a investigação e acabar levando a outros envolvidos e a outros estabelecimentos.”

Duas pessoas estão foragidas. Os presos devem responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, que podem levar a penas que superam os 30 anos.

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo diz que foi surpreendida com a notícia e abriu uma sindicância para apurar os fatos.

A substância

O fentanil é um opioide sintético que afeta o sistema límbico do cérebro, que controla emoções e sentimentos. Uma vez consumida, a substância se liga aos receptores neurais para reduzir a percepção de dor. Apesar disso, esses mesmos receptores também controlam respiração e o sistema digestivo. Quando os opioides se ligam a esses receptores, a respiração fica comprometida, eventualmente levando à insuficiência respiratória.

O fentanil é muito mais potente que a heroína e leva apenas cinco minutos para chegar no pico da corrente sanguínea; a heroína leva 30 minutos. O entorpecente fica tão poderoso que apenas tocar ou inalar uma pequena quantidade pode deixar alguém gravemente doente ou até matar.

 

Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?