Home » Aconteceu » Juíza de Abadiânia nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus

Juíza de Abadiânia nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus

Segundo magistrada, não há fatos novos que justificassem a medida. Ele está preso e é réu em nove processos, sendo cinco por crimes sexuais, mas sempre negou os abusos.

A juíza Rosângela Rodrigues negou, nesta quinta-feira (8), novo pedido da defesa de João de Deus para que o cliente passasse do Núcleo de Custódia em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, para a prisão domiciliar. Magistrada da comarca de Abadiânia, onde as vítimas denunciam que foram abusadas sob pretexto de atendimento espiritual, disse que não há fatos novos que justifiquem a medida.

João de Deus está preso desde dezembro de 2018 e é réu em 9 das11 denúncias contra ele. O detento sempre negou que tivesse abusado sexualmente de mulheres e adolescentes que o procuravam na Casa Dom Inácio de Loyola para atendimentos espirituais.

O G1 tentou localizar a defesa do preso, mas as ligações feitas entre 13h20 e 13h40 não foram atendidas.

No dia 12 de julho, João de Deus foi interrogado por dois processos pelos quais responde na Justiça, sendo um por abusos sexuais durante os atendimentos espirituais que realizava e outro por posse ilegal de armas. Ambos estão em segredo de Justiça.

Arma encontrada na casa de João de Deus, em Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Arma encontrada na casa de João de Deus, em Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?