Home » Esporte » Futebol Internacional » Yaya Touré insinua que Pep Guardiola pode ser racista

Yaya Touré insinua que Pep Guardiola pode ser racista

O meia marfinense Yaya Touré considera que seu ex-treinador no Manchester City, o espanhol Pep Guardiola “tem algum problema com jogadores africanos” e se questiona se seus contínuos descartes no clube respondem a sua cor de pele.

“Talvez os africanos nem sempre sejam tratados por alguns da mesma forma que os outro”, afirmou o jogador, em entrevista publicada nesta terça-feira pela revista francesa “France Football”.

Chateado pelos constantes “injustiças” que considera ter sofrido pelo técnico, Touré, que além do City trabalhou com o treinador também no Barcelona, assegura que quer “quebrar um pouco o mito de Guardiola”.

O jogador considera que Guardiola lhe faltou com o respeito, que nunca lhe deu explicações sobre ter ficado fora do time e que fez todo o possível para o irritar em sua última temporada no campeão inglês, o que lhe impediu ter uma homenagem similar ao de Andrés Iniesta no Barcelona.

Embora considere que o treinador é “impressionante em nível tático” e que “sua visão de jogo é excepcional”, afirmou que “na gestão de um grupo ele não está no nível” de outros técnicos que teve.

“Zidane é maior porque tem menos exigências e demonstra grande respeito por seus jogadores”, disse ele, citando o treinador francês que na semana passada se desligou do Real Madrid.

Touré afirma que não foi Guardiola quem inventou o estilo de jogo do Barcelona, pois ele se limitou a “adaptar o que tinha sido criado por Johan Cruijff”.

“Depois, no Bayern e no City tentou reproduzir os mesmos esquemas, mas trabalhando com ‘seus’ jogadores e com meios quase ilimitados (financeiros)”, afirmou.

Publicação: Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?