Home » Mundo » Estados Unidos » Secretário de Defesa dos EUA realiza visita surpresa ao Afeganistão

Secretário de Defesa dos EUA realiza visita surpresa ao Afeganistão

Em meio a negociações de paz entre os EUA e os talibãs, Shanahan deve se reunir com altos funcionários afegãos e comandantes das tropas internacionais

Cabul — O secretário interino de Defesa dos Estados Unidos, Pat Shanahan, chegou nesta segunda-feira ao Afeganistão em uma visita surpresa para se reunir com altos funcionários afegãos e os comandantes das tropas internacionais, em plenas negociações de paz entre Washington e os talibãs.

Uma fonte do escritório de relações públicas da missão da Otan e das forças dos EUA no Afeganistão confirmou à Agência Efe a chegada do chefe do Pentágono ao país, onde “deve se reunir com oficiais afegãos e da coalizão”.

Esta é a primeira visita de Shanahan desde que assumiu o posto interino em janeiro, em substituição de Jim Mattis.

Nos últimos meses, talibãs e representantes dos EUA mantiveram contatos nos Emirados Árabes Unidos e no Catar, mas os insurgentes se negaram a se sentar à mesa com o Governo afegão e advogaram por falar só com Washington.

Além disso, na semana passada uma conferência interafegã reuniu durante dois dias em Moscou políticos de distintas ideologias – sem a presença do Executivo de Cabul -, cujos presentes transferiram o apoio às negociações entre os Estados Unidos e os talibãs.

Quanto à estratégia militar, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou recentemente de forma repentina um plano para retirar a metade do contingente que seu país mantém no Afeganistão, cerca de 7 mil soldados dos 14 mil desdobrados.

A maior parte destes soldados está integrada na missão de treino das tropas afegãs realizadas pela Otan, que conta, além disso, com o apoio das tropas americanas que realizam de maneira independente a antiterrorista Operação Sentinela da Liberdade.

O Governo afegão controla cerca de 55% do território do Afeganistão e os talibãs dominam em torno de 11%, enquanto o resto do território está em disputa, segundo dados do inspetor especial geral para a Reconstrução do Afeganistão (SIGAR), do Congresso dos Estados Unidos.

Fonte Exame

 

Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?