Home » Brasil » Congresso » PF mira deputada Cristiane Brasil na 2ª fase da Operação Registro Espúrio

PF mira deputada Cristiane Brasil na 2ª fase da Operação Registro Espúrio

Operação apura pagamento de propina na concessão de registros sindicais. PTB e Solidariedade foram alvos da primeira fase, há duas semanas

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 12, a segunda fase da Operação Registro Espúrio, que apura pagamento de propina na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho. O alvo da ação da PF é a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson Policiais federais cumprem três mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em endereços relacionados à deputada: o gabinete na Câmara, o apartamento funcional e um imóvel no Rio de Janeiro.

Além das buscas, a pedido da Policia Federal e da Procuradoria-Geral da República (PGR) serão impostas medidas cautelares como a proibição de frequentar o Ministério do Trabalho e de manter contato com os demais investigados ou servidores da pasta.

No início do ano, Cristiane chegou a ser indicada à pasta do Trabalho pelo presidente Michel Temer (MDB), mas a posse dela foi suspensa por diversas decisões judiciais e uma liminar da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, depois de virem à tona ações contra ela na Justiça do Trabalho. Cristiane Brasil foi condenada em primeira e segunda instância no Rio de Janeiro por não assinar carteira de trabalho de motorista que lhe prestou serviços entre 2011 e 2015 e fez um acordo na Justiça com outro ex-motorista para evitar a condenação. Com os revezes judiciais à posse da petebista, o governo desistiu de sua nomeação.

Publicação: Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?