Home » Ciência » Natureza e Meio Ambiente » Foto premiada mostra a cruel realidade dos elefantes na Índia

Foto premiada mostra a cruel realidade dos elefantes na Índia

Conflitos entre humanos e animais vêm se intensificando no país, consequência do crescimento populacional e da convivência forçada pela perda de hábitat

Uma das vencedoras do prêmio de fotografia de vida selvagem Sanctuary Wildlife’s Photography 2017 chamou atenção pela cena assustadora que retrata: um filhote de elefante asiático e sua mãe correndo em desespero, enquanto um grupo de pessoas que acaba de atear fogo na dupla segue na direção contrária. O clique, batizado de “Inferno na Terra” pelo fotógrafo, Biplab Hazra, representa a cruel realidade que elefantes enfrentam na Índia, onde o constante aumento populacional no país acaba intensificando os conflitos com os animais.

“Atrás [da mãe], o filhote grita em confusão e medo enquanto o fogo lambe seus pés. Bolas flamejantes voam através do ar para uma trilha sonora de risos humanos e gritos”, escreve Hazra na descrição da imagem. “No distrito de Bankura, em Bengala Ocidental [estado indiano], esse tipo de humilhação de paquidermes é rotineira, assim como nos outros estados que abrigam elefantes, como Assam, Odisha, Chhattisgarh, Tamil Nadu e muito mais. A Índia é a fortaleza mundial do elefante asiático e possui mais de 70% da população global da espécie. Mas essa conquista soa vazia, pois os habitats e as rotas vitais dos elefantes continuam a ser devastados e o conflito entre [esses animais] e seres humanos aumenta gradualmente.”

O concurso é um dos maiores da Ásia e premiou outros oito candidatos, além de Hazra. Vários dos outros vencedores também utilizaram suas câmeras para alertar que a destruição dos hábitats de animais selvagens e a convivência forçada deles com humanos está pondo a vida dos bichos em risco. Algumas das cenas capturadas mostram aldeões tentando salvar um leopardo que ficou preso de um poço e um macaco olhando assustado em cima da roda de um carro.

No caso dos elefantes, a perda de hábitat está ameaçando não só a vida dos animais, mas também a dos humanos – especialmente na Índia, cujo crescimento populacional acelerado pode transformar o país na nação mais populosa do mundo. O governo indiano estima que 29 pessoas foram mortas por elefantes no distrito de Bankura, só em 2016. O número é tão alarmante que as autoridades do país começaram a enviar SMS para a população quando uma concentração muito grande de elefantes estivesse por perto.

“A ignorância e a sede de sangue das multidões que atacam os rebanhos por diversão é agravada pela situação daqueles que realmente sofrem danos à terra, à vida e à propriedade por causa de elefantes errantes e da total indiferença do governo central e estadual para reconhecer a crise que está acontecendo”, lamenta Harza. “Para esses animais inteligentes, gentis e sociais que percorreram o subcontinente há séculos, o inferno está agora e aqui.”

Publicação: Redação Brasil (m)
Tags

Publicações Similares

Login

Perdeu sua senha?