Home » Ciência » História » Arqueólogos encontram jogo de tabuleiro medieval na Escócia

Arqueólogos encontram jogo de tabuleiro medieval na Escócia

Um tabuleiro medieval de jogos descoberto perto da cidade escocesa de Mintlaw, próxima de Aberdeenshire, pode ajudar a resolver o mistério do Mosteiro de Deer, abandonado durante o início do século 18.

A placa “é um objeto muito raro”, contou o arqueólogo Ali Cameron, encarregado das escavações. “Apenas alguns foram encontrados na Escócia, principalmente em locais monásticos ou religiosos. Essas placas de jogos não são algo a que todos teriam acesso.”

De acordo com o portal The Scotsman, monges provavelmente usaram o tabuleiro para jogar Hnefatafl (ou Tafl), um jogo de estratégia nórdico. Na partida, um rei e seus defensores ficam contra 24 peças de ataque. Enquanto os homens do rei tentam conduzi-lo para sua segurança em um dos quatro refúgios, localizados nos cantos do tabuleiro, os taflmen (atacantes) trabalham para impedir a fuga. Para terminar o jogo, o rei deve alcançar o santuário ou ceder e ir para cativeiro.

Pesquisadores usaram datação por carbono para descobrir que o tabuleiro deve ser do período entre os séculos 17 e 18. O carvão encontrado nas ruínas de um edifício próximo foi classificado entre 669 e 777 d.C. A descoberta oferece um indício de que o local da escavação era o Mosteiro de Deer – citado no Livro de Deer, famoso na Escócia, como uma área religiosa e que foi abandonada às pressas. Até o momento, historiadores não sabem a localização exata do monastério.

Bruce Mann, arqueólogo do Aberdeenshire Council, disse à BBC News que o tabuleiro e o carvão representam as primeiras evidências confirmadas de atividade no local da escavação.

Uma pesquisa realizada em junho de 2017 descobriu cerâmicas e fragmentos de carvão dos anos 1.147 a 1.260, quando o monastério ainda era habitado. “Uma datação medieval para a cerâmica feita à mão sugere que o prédio sob as camadas onde ela foi encontrada também pode ser medieval”, afirmou o estudioso Cameron.

Contudo, Mark Hall, especialista em jogos medievais do Museu e Galeria de Arte de Perth, no Reino Unido, não concorda. “Essa ideia é uma tentação que permanece apenas até que novas evidências se apresentem para estabelecer uma ligação válida entre o tabuleiro e a data”, comentou.

Arqueólogos começaram a procurar pelo monastério perdido em 2008. As escavações são patrocinadas pelo Book of Deer Project, iniciativa local que trabalha para divulgar o texto do Livro de Deer. Segundo o site do projeto, o livro surgiu na Universidade de Cambridge, em 1715. Ele permanece em Cambridge até hoje (a faculdade digitalizou todo o texto), mas o projeto quer levar o texto de volta à Aberdeenshire para uma exposição temporária.

Por enquanto, o tabuleiro é uma pista para a localização do mosteiro. O Book of Deer Project está levantando fundos para novas escavações na esperança de ter uma conclusão definitiva para o mistério.

Publicação: Redação Brasil (m)

Login

Perdeu sua senha?